Andradas da último adeus ao Miguel Vergara, o Chileno do lanche

0
917
Morre Miguel do Lanche

Com grande pesar o site Studio46 informa o falecimento de Miguel Angel Vergara, o chileno do lanche do 7 de setembro. Segundo informações de amigos, ele sofreu um AVC e faleceu hoje. Miguel nasceu no Chile e escolheu o Brasil,  em especial Andradas para trabalhar e cuidar da família que tanto amava. Adeus a Miguel Vergara.

“Escrevo não como jornalista, mas como amigo do Chileno do lanche, há muitos anos atrás morei na Avenida Prefeito Antônio Gonçalves, bem próximo do lanche San Ai, por lá sempre saboreava um delicioso X salada, X Bacon ou X Egg, regado de boa conversa de meu velho amigo. O tempero do chileno era inigualável e como este não haverá mais. Tive a honra de conhecê-lo.”

Miguel faleceu na tarde desta segunda-feira, 24, o nome completo eraMiguel Angel Vergara Valencia, morreu aos 62 anos. Ele deixa a viúva Maria Lucia, a filha Suelen e os netos, Kauan, Suyara e Davi. O corpo está sendo velado e o sepultamento será as 16 hs do dia 25. 

“Chileno”, como é conhecido sofreu um AVC e estava internado em Poços de Caldas, na tarde desta segunda-feira ele não resistiu e veio a óbito.

Nossos sentimentos aos familiares .

No final dos anos 90 ele lançou o Auto Lanche San Ai 2, no terreno onde hoje é a loja da Celegato Móveis. Depois ele retornou ao antigo local e seu lema era trabalho. Fica aqui minha mais sincera homenagem a este batalhador.

Escrevo uma palavra que não tem tradução em espanhol “saudades” esta palavra só pode ser dita e entendida por brasileiros. Em homenagem ao meu amigo Chileno do lanche, fica aqui uma mensagem em sua língua natal o espanhol do Chile:

Cuantas veces pensamos en desistir, dejar de lado, nuestros ideales y nuestros sueños;
Cuantas veces nos vamos en retirada, con el corazón triste por la injusticia;
Cuantas veces sentimos el peso de la responsabilidad, sin tener con quien compartirla;
Cuantas veces sentimos soledad, aunque estemos rodeados de personas;
Cuantas veces hablamos, sin que nadie nos note;
Cuantas veces luchamos por una causa perdida;
Cuantas veces volvemos a casa con la sensación de derrota;
Cuantas veces aquella lágrima, cae, justamente en la hora en que necesitamos parecer fuertes;
Cuantas veces pedimos a Dios un poco de fuerza, un poco de luz;
Y Dios insiste en mostrarnos el camino:
Aquel mas difícil, mas complicado.
Y nosotros insistimos en seguir, por que tenemos una misión………
Vivir! Sea Feliz Del otro lado de La vida mi hermano Miguel. Vaya con Dios.

COMENTE

Por favor digite o seu comentário
Por favor informe o seu nome