Por que dos três pulinhos para São Longuinho?

0
30

Por que dos três pulinhos para São Longuinho? Dizem que ele foi canonizado no ano de 999, pelo papa Silvestre 2º. Acredita-se que os documentos para o processo estavam perdidos e que o papa invocou o próprio aspirante a santo para ajudá-lo a encontrar os papéis. Se essa é uma história real ou apenas lenda urbana, ninguém tem certeza; mas talvez venha daí a tradição de chamar o seu nome para encontrar o que está perdido. Já os pulinhos ninguém sabe quando surgiram.

Quem foi São Longuinho?

Existem pouquíssimos relatos acerca da vida deste personagem. Pelo fato de o nome ser derivado do grego e significar “uma lança“, é referido como tendo sido o soldado romano que perfurou Jesus com uma lança (Jo 19,34), ou como o centurião que, na crucificação, reconheceu Cristo como “o Filho de Deus” (Mt 27,54; Mc 15,39; Lc 23,47).

De acordo com os relatos dos Evangelhos, em razão de ao pôr do sol iniciar-se o shabat, para que os corpos dos condenados não profanassem o dia santo, as suas pernas deveriam ser quebradas para assim apressar a morte. Chegando a Jesus, viram que já estava morto, e para comprovar-lhe o óbito, um dos soldados perfurou-lhe o corpo com uma lança. O líquido saído do corpo de Jesus terá respingado nos olhos do soldado, curando-o instantaneamente de uma grave doença ocular. O soldado converteu-se e abandonou o exército romano, transformou-se num monge a percorrer a Cesareia e a Capadócia, na atual Turquia.

São Longino foi preso e torturado por causa de sua fé cristã, teve seus dentes arrancados e a sua língua cortada.

Veneração

Na tradição popular, é invocado para encontrar objetos perdidos. A sua festa é comemorada na Igreja Ortodoxa no dia 16 de outubro.

Na arte litúrgica, São Longino tem a sua figura representada por um soldado com uma lança apontada para os olhos ou ainda com os braços abertos, segurando uma lança.

Uma relíquia religiosa que se encontra em Viena, na Áustria, é reverenciada como sendo a lança de São Longino.

Oração a São Longino

Glorioso São Longino, a vós suplicamos, cheios de confiança em vossa intercessão. Sentimo-nos atraídos a vós por uma especial devoção, e sabemos que nossas súplicas serão ouvidas por Deus Nosso Senhor, se vós, tão amado por Ele, nos fizer representar.

Vossa caridade, reflexo admirável, inclina-se a socorrer toda miséria, a consolar todo sofrimento,a suprir toda necessidade em proveito de nossas almas, e assegurar cada vez mais nossa eterna salvação, com a prática de boas obras e a imitação de vossas virtudes ! Amém

No Brasil

No Brasil, há uma crença popular de que São Longuinho auxilia a encontrar objetos perdidos. É só repetir:

São Longuinho, São Longuinho, se eu achar (nome do objeto perdido) dou três pulinhos.

Quando a pessoa encontra o objeto precisa cumprir a promessa em devoção ao santo.

No espiritismo, há a revelação no livro Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho, obra mediúnica psicografada pelo médium mineiro Chico Xavier e assinada pelo espírito Humberto de Campos, publicada no ano de 1938 pela Federação Espírita Brasileira, que Longino ou Longinus reencarnou como D. Pedro II, segundo e último imperador do Brasil.[1]

Em Portugal existe uma estátua de São Longuinho no Santuário do Bom Jesus do Monte, na cidade de Braga.

COMENTE

Por favor digite o seu comentário
Por favor informe o seu nome