Duas idosas caem em golpes em menos de uma semana na cidade

0
2
Brasília - Movimentação nas lotéricas às vésperas do sorteio da Mega-Sena da Virada (Wilson Dias/Agência Brasil)

Duas idosas caem em golpes em menos de uma semana na cidade

Um dos golpes aconteceu com uma moradora do Bairro Jardim América em Andradas, na manhã desta terça-feira (30). Este já é o segundo caso em menos de uma semana.

Os golpistas usaram do mesmo modo de agir,  que foi usado em outro golpe que aconteceu na semana passada, um homem abordou a aposentada dizendo ter um bilhete premiado em mãos, que valia uma máquina de costura, momento em que  chega uma mulher bem vestida pega o bilhete, faz uma ligação e diz que o  prêmio  era de R$  2 milhões de reais. O homem disse que não confiava em ninguém para pegar o prêmio e ofereceu R$ 300 mil para cada mulher se o ajudasse a retirar o dinheiro no banco, mas antes disso solicitou uma ajuda em dinheiro da idosa.

A idosa foi até o banco com os dois em um veículo Fiat e sacou  o valor de R$ 300 reais da poupança do filho, mais R$ 100 reais de sua conta em um caixa eletrônico   e entregou também ao homem  dois aparelhos celulares como garantia para ficar com o bilhete. Enquanto a mulher ficou na fila da Caixa Econômica Federal para sacar o falso prêmio de  R$ 2 milhões, os autores fugiram com o dinheiro e os dois celulares.

A vítima foi até o quartel da Polícia Militar e registrou um boletim de ocorrência. Os autores do golpe não foram localizados.

Recentemente uma aposentada moradora da Vila Mosconi também caiu em um golpe parecido e perdeu R$ 14 mil.

Outro caso

Uma aposentada de 77 anos, moradora da Ria Profª Elvira de Oliveira Ansani, na Vila Mosconi em Andradas,   perdeu a quantia  de R$ 16 mil após cair no golpe do bilhete premiado.  O caso aconteceu por volta das 10h30 de quinta-feira (26) e foi registrado um boletim de ocorrência, mas ainda não há notícias sobre os criminosos.

A aposentada contou que o golpe  começou quando  foi abordada na porta de sua residência por uma mulher  indagando onde ficava uma determinada loja, e em seguida essa mulher alegou ter ganho duas máquinas e a quantia de dez mil reais em um bilhete premiado.  Durante a conversa chegou um homem que disse ter ouvido a conversa e pede para ver o bilhete, em seguida ele diz que o prêmio na verdade era de R$ 6 milhões de reais.

Na sequência, a  suposta ganhadora do prêmio começa dizer que não precisava de toda aquela quantia, que apenas R$ 100 mil era suficiente para reformar sua casa e  que iria jogar o restante fora. Diante dessa argumentação,  o homem  propôs  à  vítima se juntarem para pagar a quantia que a mulher queria e  dividirem o valor do referido bilhete.  A vítima então recolhe o casal para dentro de sua residência e  entrega para o homem a quantia de quatro mil reais em dinheiro, em seguida,  se  deslocam no veículo do golpista  até à  agência do Banco Itaú, localizado   na Praça Alcides Mosconi,  onde  a aposentada saca a quantia de R$ 500 reais no caixa eletrônico, mais a quantia de R$ 5 mil no caixa. Em seguida, vão até a agência do Banco Itaú, situado na Rua Coronel Oliveira e a idosa  saca o valor  R$ 1,5 mil no caixa eletrônico e 5 mil no caixa convencional.

Após sacar os valores na 2ª agência, a aposentada entrega o total de R$ 16 mil aos golpistas, sendo deixada em seguida em sua  residência pelos mesmos, que prometem retornar no dia seguinte para terminarem de sacar o restante, pagar a dona do bilhete premiado e dividirem os valores da premiação após receberem  o montante.

Quando a aposentada chegou em casa,  seu filho disse que o aplicativo do banco que tinha no celular, estava mandando mensagem das quantias retiradas,  foi então que a idosa contou sobre o bilhete premiado e foi alertada do golpe, foi  acionada  a Polícia Militar que tentou localizar os criminosos, mas sem êxito.

COMENTE

Por favor digite o seu comentário
Por favor informe o seu nome

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.