Rio Negro e Solimões, capa da Revista Andradas

0
43

A Dupla Rio Negro e Solimões foram tema de capa da Revista Andradas edição 18. A Dupla recebeu das mãos de Elias Batista e Fernanda Prado um exemplar do impresso. confira no vídeo a seguir. Clique aqui e baixe a Revista Andradas. 

Trajetória de Rio Negro e Solimões

Dupla sertaneja formada por José Divino Neves, o Rionegro (nascido em 22 de fevereiro de 1965, em Claraval) e Luiz Felizardo, o Solimões (nascido em 12 de abril de 1962Claraval), os dois cantores começaram com apresentações em Franca, interior de São Paulo,nosmdias 1, 2 e 3 de Abril de 1989. Amigos de infância, deixaram seus respectivos empregos em uma fábrica de sapatos onde trabalhavam juntos para se transformarem numa referência para a música sertaneja atual.

O nome da dupla quer dizer que “brasileiros são fortes” pois a inspiração direta veio do Rio Amazonas e seus dois afluentes principais, Rio Negro e Rio Solimões. As violas caipiras que os ídolos carregavam foram substituídas ao longo dos anos pelos violinos típicos do country norte-americano, enquanto os arranjos deixaram as toadas intimistas do seresteiros para se aproximar do pop,[2] com uma variedade grande de estilos desfilando pelas músicas de cada álbum.

Discos de ouroplatina e diamante acabaram se tornando comuns ao longo dos anos. Da mesma maneira, as aparições em quadros dos populares como Programa do RatinhoDomingão do FaustãoRaul Gil e Hebe.[2] Rionegro e Solimões já alcançaram a impressionante média de 26 shows por mês, arrastando multidões de até 50 mil pessoas em turnês nacionais. Os maiores índices de público passam por cidades como BrasíliaLondrinaAmericanaUberlândiaFranca e Barretos.

Entre os principais sucessos da dupla estão “Peão Apaixonado”, “De São Paulo a Belém”, “Frio da Madrugada”, “Bate o Pé”, “Na Sola da Bota”, “De Bem com a Vida”, “Vida de Cão” entre diversas outras que caracterizam bem o “arrasta-country” pelo qual os dois são conhecidos.

Confira ainda: prefeitura de Andradas investe 250 mil reais na Festa do Vinho. Clique aqui e confira a matéria

COMENTE

Por favor digite o seu comentário
Por favor informe o seu nome

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.