Chuva alaga lojas e causa caos no centro de Poços de Caldas, MG

0
215

No início da tarde desta segunda-feira (4), Poços de Caldas foi atingida por uma intensa chuva. Além das ruas e avenidas que ficaram inundadas, algumas lojas na região central foram submersas pela água. Veja imagens da Onda Poços.

Na avenida João Pinheiro, veículos enfrentaram dificuldades para transitar, resultando em um congestionamento que paralisou o tráfego por aproximadamente 20 minutos. Pontos de alagamento também foram observados na avenida Presidente Wenceslau Braz, uma das principais vias de acesso da Zona Leste ao centro da cidade.

Opinião Studio46 sobre o alagamento em Poços

A formação do centro de Poços de Caldas ocorreu em uma área próxima a rios (várzea), tornando os alagamentos uma ocorrência comum. As belas avenidas, como a João Pinheiro, estão situadas nas proximidades de um rio extenso, o que periodicamente resulta em inundações.

As enchentes urbanas em Poços de Caldas podem ser atribuídas a diversas causas, sendo as principais as chuvas intensas, o tipo de revestimento do solo, com ocupação de construções no centro, o acúmulo de lixo nos bueiros, falhas no projeto de drenagem (resultando em insuficiência) e a ocupação irregular do solo. No contexto hidrológico, caracterizam-se como “intensas” as chuvas de curta duração e alta intensidade.

A Prefeitura de Poços

Conforme informações da prefeitura, equipes da Defesa Civil foram despachadas para os locais com registros de alagamentos. O coordenador da Defesa Civil, Mauro Barbosa, assegurou que, apesar dos transtornos causados pela tempestade, não há relatos de vítimas ou acidentes relacionados à chuva.

Chuva alaga lojas e causa transtornos em Poços de Caldas — Foto: Jorge Luiz Machado

Chuva alaga lojas e causa transtornos em Poços de Caldas — Foto: Jorge Luiz Machado

Chuva alaga lojas e causa transtornos em Poços de Caldas — Foto: Jorge Luiz Machado

Chuva alaga lojas e causa transtornos em Poços de Caldas — Foto: Jorge Luiz Machado

Segundo informações da prefeitura, equipes da Defesa Civil se dirigiram aos pontos onde houve registro de alagamentos, e, conforme informado pelo coordenador da Defesa Civil, Mauro Barbosa, apesar do transtorno gerado pela tempestade, não há registros de vítimas ou acidentes ocasionados pela chuva.

Com informações redes sociais e g1 sul de minas

COMENTE

Por favor digite o seu comentário
Por favor informe o seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.