Mundo tenta descobrir uma vacina para combater o Coronavirus

0
1576

O Coronavirus avança pelo mundo, o Brasil tem no momento em torno de 300 mortes confirmadas, tendo como causa o Covd19. O mundo todo corre contra o tempo para obter uma vacina. Estados Unidos, China, Brasil e o resto do mundo tentam descobrir uma forma de criar uma vacina. Porém os especialistas dizem que da criação até a vacinação da população leve de um a dois anos.

Vacina brasileira e mineira contra o Covid 19

Há cerca de um mês, pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em Minas Gerais, e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Vacinas (INCT-V) estão às voltas com o projeto que busca um imunizante para combater a Covid-19. A estratégia consiste em manipular o vírus que causa a influenza, retirando dele uma proteína importante para a sua multiplicação nas células, de tal forma que não consiga mais causar a doença.

Vacina Americana

Os primeiros testes com ratos de uma vacina-adesivo contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2) foram positivos, informou à ANSA um dos responsáveis pelo estudo, Andre Gambotto, da Universidade da Escola de Medicina de Pittsburgh, nos Estados Unidos. A imunização – que solta o princípio ativo sob a pele gradativamente – conseguiu estimular a produção de anticorpos específicos contra o vírus no organismo dos animais e, de acordo com o especialista, é simples e barata do ponto de vista econômico, podendo ser produzida em larga escala. Os bons resultados serão publicados na revista “EBiomedicine”.

Vacina Chinesa

A China começou os testes clínicos de uma vacina contra o novo coronavírus, com 108 voluntários, enquanto vários países correm contra o tempo para encontrar uma forma de combater o patógeno, informou a imprensa local. Os 108 voluntários, divididos em três grupos, receberam as primeiras injeções na sexta-feira, indicou o jornal em língua inglesa Global Times.

Vacina Israelense

Uma matéria do jornal israelense The Jerusalem Post afirma que uma equipe de cientistas do Instituto Migal possui uma vacina contra o coronavírus já em estado avançado, e que poderia estar apta para a comercialização em meados de junho. Segundo o texto, a pesquisa está sendo desenvolvida com 100% de investimento estatal.

COMENTE

Por favor digite o seu comentário
Por favor informe o seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.