Prefeitura declara estado de emergência em Andradas

0
93

Prefeitura de Andradas lança decretos de emergência diante do atual cenário da crise

Administração pública buscou respaldo legal para garantir os serviços básicos prestados à população andradense.

 Aconteceu nesta segunda-feira (28) uma coletiva de imprensa com diversos veículos de comunicação, no Gabinete Oficial, com o objetivo de esclarecer dois fatos importantes para Andradas: a intervenção municipal no hospital Santa Casa de Misericórdia e a crise de combustível na cidade. O prefeito Rodrigo Lopes assinou dois decretos que viabilizam ações da administração pública para manter os serviços prestados à população.

A situação do hospital Santa Casa de Misericórdia ficou mais crítica após a renúncia da então provedora e da tesoureira da Instituição. Deixando o local sem as principais lideranças para gerir o hospital e assinar os documentos.  O fato aconteceu na última semana e foi acompanhado pelo Vice-Prefeito de Andradas, João Luiz Magalhães Teixeira, que ficou responsável de passar a situação para o prefeito e sua equipe.

Na última sexta-feira (25), o prefeito Rodrigo Lopes reuniu sua equipe administrativa e secretários para visualizar possíveis caminhos para a Santa Casa. Decidindo, com respaldo legal, a intervenção municipal no hospital Santa Casa de Misericórdia por 12 meses. A Secretária Municipal de Saúde e Ação Social, Márcia Fernandes de Andrade Gonçalves, ficará à frente da intervenção da Santa Casa neste período.

Segundo o prefeito Rodrigo Lopes, a entidade irá funcionar normalmente para garantir o serviço à população. Em um primeiro momento, será analisado os contratos da entidade, avaliação do pessoal e será contratado uma auditoria para que exista uma avaliação geral e, após este relatório, a administração interventora irá traçar objetivos e caminhos para salvar o único hospital de Andradas.

De acordo com Pilar Staut, diretora administrativa da Santa Casa, a intervenção se faz para poder garantir o atendimento à população andradense e região, visto que é o único hospital da cidade: “A entidade está sem a diretoria para assinar documentação e a intervenção é com a finalidade de garantir o funcionamento do hospital, finaliza a gestora.

Já para a Secretária de Saúde e Ação Social e interventora, Márcia Fernandes de Andrade Gonçalves, a principal preocupação é a manutenção do hospital e novos planos para que haja uma melhoria no atendimento da Santa Casa: “Por meio da intervenção iremos formar uma comissão com sua especialidade para melhorar a gestão”, encerra a Secretária.

Prefeitura declara estado de emergência em Andradas

 Durante a coletiva de imprensa desta segunda-feira (28), o prefeito Rodrigo Lopes também anunciou o segundo decreto que declara situação de emergência em Andradas devido à crise de combustível no país. O documento legal garante prioridade aos serviços públicos prestados à população como transportes para saúde, segurança pública e coleta de lixo.

Será instalado em Andradas um comitê administrativo para controlar a situação de crise e buscar caminhos para manter a estabilidade em Andradas em diversos setores. O grupo será composto por cinco Secretários do Município: Secretária Municipal de Educação, Esporte e Lazer, Elvira Ansani Nogueira, Secretário Municipal de Fazenda, José Lindolfo de Oliveira, Secretária Municipal de Saúde e Ação Social, Márcia Fernandes de Andrade Gonçalves, Secretário Municipal de Serviços Públicos e Transportes Interno, Claudinei Roberto dos Reis, e a Secretária Municipal de Governo, Segurança Pública e Defesa do Cidadão, Vivian Caldas Magalhães Franco.

Neste segundo decreto ficou determinado que a compra de suprimentos para as refeições de creches poderá ser realizada fora das licitações, visto que os fornecedores contratados são de outras cidades, inviabilizando o transporte dos alimentos durante a greve dos caminhoneiros.

Também ficou decidido que os transportes da prefeitura terão prioridade no abastecimento em postos de combustíveis, pois o direito público sobrepõe o direito privado visando sempre o benefício do cidadão. Neste caso, viaturas da Guarda Municipal, ambulâncias e caminhões de coleta de lixo são essenciais para manter a estabilidade em Andradas. Segundo Rodrigo Lopes, esta é uma das crises mais graves do país: “Espero que o governo busque os meios mais viáveis para resolver essa situação antes que ela se agrave e prejudique ainda mais o cidadão”, finaliza o prefeito.

COMENTE

Por favor digite o seu comentário
Por favor informe o seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.