Infectados pelo coronavírus enfrentam preconceito

0
215

Pacientes curados do coronavirus relatam preconceito. Em Santo Antônio do Jardim-SP, enfermeiras infectadas e curadas relatam o medo da população. Em Andradas-MG, Silvia Rodrigues relatou em entrevista na ANTV que o preconceito é grande. Lembrando que após a quarentena, não existe perigo de contágio.

“Eu tive uma experiência que foi muito ruim…Infelizmente não é só a doença, eu passei por preconceito, da pessoa pensar que pegar um telefone e ligar, vai ter perigo…isso dói muito.” Relata Silvia, em entrevista ao jornalista João Rafael pela ANTV.

Apesar dos estragos provocados pela COVID 19, o que traz esperança a todos são os pacientes que se recuperam da doença. Em Andradas até o momento 117 pessoas tiveram o coronavirus e foram curadas. 21 estão em tratamento, infelizmente houve 5 óbitos e existem 142 casos totais de confirmados com o covid19. A esperança que resta é a chegada da vacina, já que vários países anunciam testes eficazes para o novo vírus.

Psicólogos relatam o medo

Os profissionais psicólogos que atuam no serviço de escuta e acolhimento dos casos confirmados da covid-19 estão recebendo muitas queixas das pessoas que já estão curadas clinicamente da doença e agora estão se sentido negativamente expostas por parte da sociedade. Segundo os psicólogos, alguns pacientes relataram que estão sendo discriminadas no local de trabalho e até mesmo dentro de casa. Com isso, elas acabam tendo medo da exposição e de contar aos amigos que foram infectadas pelo coronavírus. Existem relatos em Andradas de famílias que foram infectadas, fizeram exame e não comunicaram aos órgãos oficiais, com medo de represália por parte da população.

 

Orientação do Ministério da Saúde

Segundo critérios clínico-epidemiológico do Ministério da Saúde, pessoas com suspeitas ou com confirmação de ter contraído a covid-19 poderão retornar ao trabalho após três dias do desaparecimento dos sintomas ou após sete dias do início dos sintomas, entretanto, a recomendação vai além e pede ao paciente que permaneça em isolamento domiciliar de 7 a 14 dias após o desaparecimento dos sintomas.

Studio46, informação com opinião.

 

Vote nos Melhores do Ano 2020- Escolha os melhores de Andradas

COMENTE

Por favor digite o seu comentário
Por favor informe o seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.