Escola do Vinho continua na festa do vinho 2020

0
134

Uma das atração das 54ª Festa do Vinho de Andradas, que volta a acontecer no Estádio Municipal Juscelino Kubitschek entre os dias 18 e 21 de julho, foi a escola do vinho. Um curso de degustação de vinhos. Três palestras feitas por vitivinicultores agradou o público.

Na “Escola do Vinho”, onde foram ministrados cursos sobre produção, história, degustação e harmonização do vinho. Procópio Stella dos Vinhos Stela Valentino falou sobre a plantação das uvas. Carlinhos e Pablo Rojas, da vinícola Casa Geraldo destacaram a produção do vinho, já o enólogo Adans Reginato, comentou sobre como degustar vinhos.

“Nosso objetivo foi trazer conhecimento, em 2020 a escola do vinho continua, faremos alguns ajustes…os palestrantes tem grande conhecimento, talvez, os melhores do país.” Diz Ricardo Luiz de Souza, historiador da prefeitura de Andradas.

 

Bolsonaro precisa de apoio do Congresso para levar adiante ameaças à Ancine

Criticar obras e políticas públicas para a Cultura sempre esteve no radar do presidente Jair Bolsonaro. Durante a campanha eleitoral, ele prometia extinguir o Ministério da Cultura e rever a Lei Rouanet. Dito e feito: eleito, subordinou a pasta ao Ministério da Cidadania, e depois reduziu o teto de captação da Lei Rouanet de 60 milhões para 1 milhão de reais. Nessa esteira, a Agência Nacional do Audiovisual (Ancine) entrou na mira do presidente, que, na semana passada, ameaçou extingui-la caso o Governo não possa impor algum “filtro” sobre as produções audiovisuais brasileiras. A ameaça veio junto à redução do Conselho Superior de Cinema e sua transferência do Ministério da Cidadania para a Casa Civil. No final, o presidente ainda ventilou a possibilidade de mudar o escritório da Ancine do Rio de Janeiro para Brasília.

 

Governo de Minas e BDMG lançam edital de R$ 200 milhões para financiamento de projetos nos municípios mineiros

O governador em exercício, Paulo Brant, e o presidente do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), Sérgio Gusmão Suchodolski, lançaram nesta segunda-feira (13/5), em Belo Horizonte, edital que prevê R$ 200 milhões em financiamentos para prefeituras de Minas Gerais. As linhas de crédito, que estarão disponíveis para todos os 853 municípios mineiros, permitem que os recursos sejam investidos em projetos para construção, reforma e ampliação de edificações municipais, mobilidade e drenagem urbana, eficiência energética, aquisição de máquinas rodoviárias, caminhões e equipamentos para pavimentação.

COMENTE

Por favor digite o seu comentário
Por favor informe o seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.